PASSANDO POR CIMA DOS PROBLEMAS, NO AR, OS DESTAQUES DA MADRUGADA

Após os problemas de agora há pouco, agora sim posso passar por cima de todos eles e sim, poder retomar à normalidade. O fundamental é ter consciência de que problemas acontecem e são normais. Ao menos deveriam ser para mim.

O problema do post anterior foi o seguinte: o link gerado para Facebook continha reflexo do erro 500 do servidor, uma vez que quando foi publicado, apareceu a telinha do “internal server error”. Ainda assim o post tinha ido ao ar e captou a imagem. Como tentei postar várias vezes – e dessa vez não é culpa do TOC, embora toda vez que isso acontece dá o nervosismo e aí você sabe como é – a imagem continuou gravada. Resultado, tive que clonar o post anterior. Ele foi todo feito de novo. O que você vê aqui embaixo é um segundo clichê do mesmo post, mas com o mesmo link, sem problemas com redirecionamentos. Por último, resolvi fazer o carrossel na fanpage, uma vez que duas imagens foram empregadas no post.

Portanto, assim está o status da divulgação do post anterior:

Com um carrossel substituindo o padrão normal das imagens, tirando o melhor proveito do recurso.

E eu me justifiquei, é claro. Quem tenta resolver problemas à olhos vistos precisa se justificar com quem vê.

Problemas são problemas, isso é perfeitamente normal. É bom compartilhar isso como um modo de alívio. Nada de esconder quando deve se expor e se expor quando deve se esconder. Sou um ser humano que não está isento de errar como todo ser humano, mas para mim, um problema me traz um nervosismo fora do normal. O fundamental é que já estou encarando todos os problemas de frente e enfrentando sem medo, ainda com todos os reflexos de um transtorno que nasceu comigo e com o qual convivo.

E é isso aí. Tem outras coisas que vou compartilhando aos poucos e dentro da normalidade, assim espero.

Logo, tenha uma ótima madrugada. Sei que muitos não vão dormir agora, é fim de semana. Aproveite e descanse bastante neste domingo.

E aos que vão dormir, sonhem com os anjos e boa noite.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *