PARA TODOS QUE ACREDITARAM EM MIM

Para marcar o final do desafio das #48folhas, resolvi aproveitar um exercício da disciplina de Laboratório de Publicidade Eletrônica e fazer um vídeo sobre esse momento, e como os amigos foram fundamentais no processo de superação contra o transtorno obsessivo-compulsivo.

2013-11-10 16.22.33

É uma homenagem para os colegas da faculdade que estiveram do meu lado no momento em que eu mais precisava.

A família, é claro, também é fundamental no processo. Mas neste caso, em relação aos amigos da faculdade, gostaria que eles os conhecessem por meio deste vídeo, afinal, são uma segunda família.

Agradecimentos especiais ao cinegrafista Adriano, e ao editor de imagens Xandão, que ajudaram na composição do vídeo, o qual foi uma ideia minha, o qual dirigi, apareci, coordenei, baguncei, fiz de tudo um pouco. Mas tá aí o resultado.

A equipe Companhia Ideias, que também foi fundamental para esse processo: Ana Maria, Jéssica Guimarães e Vanessa Pordeus. Amigas que estiveram do meu lado durante o período da manhã, e que guardarei para sempre. Manteremos contato, quero fazer o possível para encontrá-las várias vezes, e quem sabe poder colaborar aqui com o blog para quando ele der o passo mais importante de sua história.

Sobre a turma da noite, a qual estou pagando duas matérias que faltam para complementar o primeiro período, uma turma que passei pouco tempo convivendo e adotei. Também quero guardar vocês na minha memória.

Gostaria de fazer uma menção especial a Anne Aline, uma colega de sala, uma parceira para sempre, e que sempre que precisar já sabe onde me encontrar – afinal moramos no mesmo bairro e inevitavelmente podemos nos encontrar em qualquer esquina do Rangel – Nem preciso dizer o quanto estou agradecido pelas suas palavras e sei que a nossa parceria não vai acabar, está apenas começando. Posso dizer que a vida me deu o presente da sua amizade.

Ao professor Augusto Vaz, que falou bonito e de fato, aprendi muita coisa com você, mais até do que as matérias que você ensinou. Fica aqui o meu agradecimento e quando precisar, pode contar comigo.

A todos que conviveram comigo na faculdade, e que se pudesse transformava este filme em longa-metragem.

Mas contei tudo em 6’52”. Sobre a luta contra o TOC, sobre como procuro lutar contra o problema, que assumi e quis ir atrás da superação. Não vou deixar que as manias de repetição continuem tomando meu tempo nem atrapalhem a minha vida. Faço todo o esforço possível para virar essa página. E guardar de bom o que a vida me deu de presente.

Contar com pessoas que você pode confiar não tem preço. E é justamente por aí, nesse reinício, que você precisa muito delas. Vou procurar minimizar essa ruptura – aliás, sei que isso não vai acontecer, afinal, eu deixo de ser colega de faculdade para ser um amigo onde vocês sabem onde encontrar.

Novos desafios ainda virão, afinal ainda tenho que lidar com os reflexos do transtorno obessivo-compulsivo, ainda mais em momentos de nervosismo e ansiedade. Mas já aprendi a driblar esses problemas. Vou iniciar uma nova batalha. Vocês vão saber qual será logo, logo, mas também envolverá arte. Com a mesma meta de não desperdiçar nenhuma folha.

E nenhum momento, por mais que o medo queira me mostrar o vazio, o nada. Pois estou ensinando ao medo que nada é o que o medo significa.

Não desanimei diante das dificuldades. E daqui em diante não vou desanimar. E quero contar com vocês.

Pois sozinhos nada conseguiremos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Shadowbanning no Instagram: isso existe? Confirmação em duas etapas no WhatsApp Como o Instagram classifica o que você vê O que é o TikTok? Entendendo os algoritmos do Instagram WhatsApp não irá limitar quem não aceitar nova política de privacidade Truques para ativar a função de pagamentos do WhatsApp Como exibir o número de curtidas no seu Instagram WhatsApp libera função de acelerar áudios Storytelling da Luneta Novos recursos de áudio do Facebook E se eu não aceitar os novos termos de uso do WhatsApp?