NÃO É A COMUNICAÇÃO QUE EU SONHO

A cada dia descubro que o futuro da comunicação está aqui, na internet. Principalmente nos blogs, aonde você pode escrever tudo o que você pensa. Ou melhor, se tornar uma pessoa de comunicação.
E vendo os blogs decidi então falar sobre um negócio que aconteceu ontem e, como não assisto muita televisão, fiquei sabendo pelos blogs. A TV Record detonou, no sentido jovem da palavra, o jornal Folha de S.Paulo, por conta de críticas feitas pelo jornal à empresa.
Diante dessa briga de gigantes, só há uma coisa a dizer: isso é assunto interno de vocês! A população quer ligar a TV e abrir um jornal para ler o que acontece à sua volta, e é isso que estou vendo? Empresas de comunicação brigando? Quem disse que é o leitor-telespectador que sai ganhando? Nada disso. Ah, queda de venda de jornais acontece no mundo inteiro por conta das novas mídias, tipo a Internet, principalmente ela.
Nessa de quebrar o monopólio da Globo, eu sim esperava isso, mas não do modo que está acontecendo hoje, com substituição simples de monopólio. A Record comprou direitos de Olimpíadas e de Jogos Pan-Americanos com exclusividade, ou seja, vai transmitir os eventos esportivos sozinha. E exclusividade não é monopólio do mesmo jeito?
Eu esperava mais da Record, e hoje me vejo decepcionado, pois queria ver um canal diferente, e a empresa agora usa as mesmas práticas monopolizadoras e manipuladoras da Rede Globo. Não era como a maioria dos que não gostam da Globo sonhava.
Eu ainda sonho que um dia irei criar uma TV de rede nacional aqui em João Pessoa. Parece um sonho louco, coisa utópica, maluca, mas, vendo o que está acontecendo, quero me movimentar!
É assim mesmo. Se eu sonho com a comunicação, prefiro escrever como faço agora. Porquê se depender do cenário atual da comunicação, eu desistiria. Mas não. Eu, você, todos podemos lutar por uma comunicação melhor.
Compartilhe este post