MINIATURA DAS ESTRELAS- PARTE 2

No episódio anterior desta série de dois capítulos…

No dia 17 de dezembro, eis que o cantor Netinho vem fazer show na cidade de Campina Grande, onde ele mora. Ele como fã, claro, foi. Mas aí surgiu a oportunidade de também conhecer o cantor pessoalmente e é isso que ele foi fazer, mas o quê dar de lembrança para o cantor? Foi aí que um dos amigos dele deu a ideia de fazer uma miniatura de um ônibus. Mas não aqueles com pintura de empresa tipo as que ele repassa para mim. É uma especial, personalizada, com plotagem especial com a foto do cantor baiano. Tipo… Um ônibus de banda, sabe?

No episódio de hoje eu prometi que ia trazer o desfecho da história. Será que Cláudio Paradyso encontrou Netinho? Será que ele entregou a miniatura do ônibus personalizada com a foto do cantor a ele? Essas perguntas do post anterior serão respondidas agora.

O show do cantor Netinho (da Bahia) aconteceu como disse, no último sábado, dia 17 de dezembro, em Campina Grande. As imagens abaixo foram feitas pelo Cláudio Paradyso direto do show, que aconteceu no Arena Garden:

Imagem do show de Netinho em Campina Grande.

Imagem do show de Netinho em Campina Grande.

Cláudio Paradyso, do blog Ônibusgrafia e que já é praticamente o correspondente do Blog Josivandro Avelar em Campina Grande, como contamos no post anterior, foi até lá e não é que ele conseguiu encontrar o cantor? Para provar, olha ele aí com Netinho:

E não é que o nosso correspondente conseguiu encontrar Netinho da Bahia?

E quanto a miniatura, bem, a miniatura era de um ônibus, e já que era para Netinho, foi até o cantor voando que nem um avião: foi jogada no palco. Cláudio me relatou isso no e-mail de onde essas imagens que ilustram o post foram enviadas até a redação do blog:

Segue as mesmas! O ônibus foi jogado no palco! Ele pegou e guardou! Agradeceu depois!

Agradeceu ao vivo, e pelo Twitter:

O agradecimento do artista ao fã. Tá aí a prova de que é possível sim o artista ser acessível a seus fãs.

Bem, com a palavra, Cláudio Paradyso, que 52 minutos depois da publicação do primeiro post, enviou este depoimento para o e-mail do blog:

Como foi a entrega do ônibus ao cantor Netinho da Bahia?

Concluída a miniatura, chega a hora de ir ao show! Ceguei ao local por volta de 21:00h, o canto aparece ao palco as 23:00 e começa a cantar.

Durante o show o cantor toca na minha mão duas vezes, depois senta no meio do palco e canta uma música romântica. Logo pego o ônibus e fico catucando ele para o mesmo (não viu, pois cantava de olhos fechados). Quase no fim do show o mesmo começar a falar algumas coisas, logo me aproximo e direciono a miniatura para ele. Achado o ângulo, jogo a mesma da direção do cantor. O guitarrista e os back vocal olhas assustados e tentando identificar o que seria o tal objeto (acho que pensavam que fosse um bomba, rsrsrsrs). Alguns segundos depois Netinho se abaixa e pega a miniatura, olha a mesma e fala: “Gente, é um presente para mim” e guarda a miniatura.

Finalizado o show, que foi maravilhoso, vou em direção ao camarim onde tive acesso ao cantor ao vivo e a cores. A reação ao vê-lo foi bem natural, não aparentei nervosismo e nem tremi, parecia até que eu o conhecia ha anos. Ao ficar de frente com ele, cumprimentei-o, elogiei o trabalho dele e tirei fotos, logo em seguida falei da miniatura e disse que tinha sido obra minha. Ele com sua simpatia, agradeceu e elogiou a miniatura e afirmou que iria guardar com carinho. Após isso eu e outras pessoas e minha amiga Andreza Teles o acompanhamos até o hotel. Foi mais uma realização de sonhos esse ano. E o nervosismo só veio quando tudo acabou! Kkkkkkkk.

Cláudio Paradyso (via e-mail)

Ah sim: diferente do que contei no post anterior, quem sugeriu a Cláudio enviar a miniatura para o Netinho não foi um amigo; foi uma amiga, Andreza Teles, que como cita o e-mail de Cláudio, foi ao show com ele.

Cláudio e a amiga dele direto do show de Netinho da Bahia.

Netinho da Bahia agora tem uma lembrança de Campina Grande. Uma lembrança a qual tenho quatro delas aqui em casa (na forma de miniaturas do Blue Dream), e personalizada.

 Agora, esta miniatura está com o Netinho.

A miniatura das estrelas. E agora, será que Cláudio irá fazer outra dessas para algum outro artista?

Essa foi a história de Cláudio Paradyso, que presenteou o Netinho da Bahia com uma miniatura personalizada com a foto dele. E essa história rendeu.

Durante o expediente do blog ontem, recebi comentário e mais material (um e-mail, um print, oito fotos e esse texto) relativo a essa história de Cláudio, o que rendeu mais do que uma boa história, uma história contada em detalhes.

Você tem uma história que merece ser contada? Compartilhe aqui no blog! A gente conta para todo mundo de uma maneira especial e descontraída. Procure-me nas redes sociais no cabeçalho do blog ou pelo e-mail [email protected].

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

100 histórias A mudança das cores do WhatsApp Como usar o WhatsApp em múltiplos aparelhos Celulares onde o WhatsApp vai parar de funcionar Como funciona a verificação de contas no Instagram Como aparecer na pesquisa do Instagram Lista Telefônica é da sua época? Onde o WhatsApp vai parar de funcionar O Instagram bugou de novo! Ouvindo áudio antes de postar no WhatsApp Web Política de privacidade do WhatsApp ajustada para o Brasil Instagram dá fim ao “arrasta para cima”