MANHÃS SECAS

Já falei e insisti várias vezes na história do poste, lembram?

Foi quando um poste que fica aqui na frente de casa ficou dez dias apagado. Depois de várias reclamações da vizinhança, e uma postagem no blog inclusive com a figura de um poste tomando quase a metade do post, o poste finalmente foi aceso. Sim, dessa história todo mundo já sabe, mas parece que os problemas mudaram.

Um copo de água iria muito bem numa manhã de calor... Agora todo dia, ou melhor, toda manhã, anda faltando água no bairro. Parece que isso já aconteceu umas três vezes seguidas essa semana, e na semana passada. Tudo isso sem somar os vários buracos que encontro num simples passeio pelos bairros do Cristo e do Rangel, inclusive em cima de duas paradas de ônibus.

Tudo bem, a Companhia de Água e Esgoto da Paraíba (a Cagepa) também nunca vai saber quando o próximo cano vai estourar, até porque eles não avisam quando rompem. Quando um cano estoura, os problemas aparecem desde atrapalhando o cotidiano das donas de casa do bairro até a infraestrutura do local onde o cano estourou.

Se não dá para prever quando um cano vai estourar, então ao menos a Cagepa poderia ser mais ágil para consertar os buracos assim que receber algum telefonema, pois as faltas d´água de toda manhã chegam a durar quase cinco horas mais ou menos.

Não é bem uma reclamação de algo que pode ser resolvido de imediato, já que a tubulação da cidade é imensa e vai levar anos para ser trocada. Sim, entendo isso lucidamente. Porém essa é uma mensagem que fica para que as faltas d´água, se não forem evitadas, durem menos tempo e tragam menos transtornos à população que, evidentemente, paga pelo serviço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *