INTEGRAÇÃO METROPOLITANA

Esse é um assunto muito interessante e gostaria de tratar com vocês, mas era tantos assuntos que esperei o tema voltar a ser discutido para poder escrever. Como voltou, essa é a oportunidade de falar um pouco sobre um projeto que vai facilitar a movimentação de quem mora nas cidades vizinhas a João Pessoa, principalmente para quem usa ônibus. É que a partir de maio os usuários de transporte coletivo da Região Metropolitana de João Pessoa (Cabedelo, Bayeux, Santa Rita, Conde, Alhandra) poderão economizar na hora de usar os ônibus intermunicipais em conjunto com os municipais de João Pessoa. Se um passageiro na integração temporal paga a primeira passagem e num determinado intervalo de tempo não paga a segunda passagem, na integração metropolitana ele poderá pagar uma passagem inteira no primeiro veículo e no segundo pagará a metade da passagem da cidade para onde se destina. Mas você se pergunta: por quê? Isso por que as tarifas das cidades da Região Metropolitana são variáveis em relação à Capital, como você pode ver nesta tabelinha simples:

  • João Pessoa: R$ 1,80
  • Cabedelo: R$ 2,00
  • Bayeux: R$ 1,50 (Circular SESI: R$ 1,00)
  • Conde: R$ 1,80 (ou mais do que isso)
  • Santa Rita: R$ 2,00 (estimativa)

Vamos exemplificar melhor como vai funcionar: Supomos que você mora em Cabedelo e trabalha em João Pessoa. A tarifa urbana dos ônibus de Cabedelo é de R$ 2,00. Você paga esse valor no primeiro ônibus, da ida, e ao chegar ao segundo ônibus, você irá pagar a metade da tarifa de João Pessoa, que é de R$ 1,80, ou seja, você só vai pagar R$ 0,90 no segundo ônibus em João Pessoa. Ao sair do trabalho, ele pega um ônibus em João Pessoa, pagando a passagem inteira, R$ 1,80. E ao pegar o ônibus que o leva para casa em Cabedelo, paga a metade da passagem desta cidade, ou seja, paga apenas R$ 1,00. Ele gasta por dia hoje R$ 7,60, e se assim for a integração metropolitana, vai gastar a partir de maio R$ 6,30, ou seja, economizaria por dia R$ 1,30.
Simplificando, você paga a tarifa inteira de uma cidade e ao pegar o segundo ônibus, pagará a metade da tarifa da cidade vizinha. E o estudante paga a metade da metade no segundo ônibus.
O que você achou da proposta da integração metropolitana? Use o me avalie (que é quase um mini-placar) para expressar a sua opinião sobre o assunto, dizendo se você gostou ou não gostou da proposta.
Ainda voltarei a tratar do assunto após a postagem 100. Ainda propuseram um “metrô de superfície” que nada mais é que o trem da CBTU, só que integrado aos ônibus. Aliás, esse assunto vai render várias matérias e conversas neste blog.

Compartilhe este post