Image

#ContentTalks: Unidade. Visual

Já notou que agora sim, a unidade visual do site e das minhas redes sociais está mais uniforme, como nunca antes? As mudanças podem até acontecer de uma forma mais lenta, mas acontecem.
,

No início do ano passado, fiz modificações no site visando justamente ampliar os horizontes. Aproveitei a mudança de fonte do layout para abandonar a nomenclatura de blog que o site tinha até então. Mas sabe quando as coisas acontecem aos poucos? É assim que eu trato também da questão da unidade visual do site, que está praticamente completa, e da maneira que eu poderia, uniforme. E eu acredito que agora sim, eu posso dizer que trabalho em um ambiente mais uniforme em termos de visual, e que aos poucos eu vou padronizando para não ter maiores impactos aos leitores. É tudo bem suave.

Essas mudanças que eu estou fazendo na parte visual do site, que agora sim estão mais definidas e claras, eram mudanças realmente necessárias. E quando tudo isso aconteceu, foi assim, por conta de motivos técnicos. Foi necessário reconstruir toda a base de artes no Canva, mas com algumas modificações em relação a base que eu deixei para trás. E como mudanças muitas vezes são necessárias e muitas delas a gente não pode adiar, fui fazendo várias nesse “reset” que eu dei nas bases do Canva. E ainda estou fazendo, porque eu quero recompor várias artes.

Algumas dessas bases e outros formatos que eu queria muito trabalhar e pude ter essa oportunidade já estavam em testes, como a inserção dos formatos de retrato em todas as artes gráficas, mas faltava padronizar a fonte. Por incrível que pareça, isso não estava acontecendo. Na época em que eu comecei efetivamente a trabalhar com o Canva para confecção das artes do site – lembrando que nem todas são feitas no Canva, tem artes feitas no Adobe Express e Photoshop – eu trabalhava com várias fontes diferentes desde que elas se parecessem com a Helvetica.

A fonte de trabalho anterior era a Neue Montreal, que tem um bold (negrito) mais grosso do que o de todas as artes. Mas aí o Canva inseriu várias fontes em uma atualização meses atrás, e entre elas, justamente aquela – ou a mais próxima dela – que eu trabalhava. A princípio não quis trocar as fontes por conta de já estar trabalhando com essa há um tempo, mas eu resolvi recomeçar do zero após uns problemas, e desde então eu reconstruí algumas bases. Como eu ainda estou reconstruindo, com a promessa de que eu vou fazer bases ainda melhores do que eu já estava fazendo.

No fim, pude enfim trabalhar com a fonte que eu queria trabalhar, e com o formato de redes sociais que eu queria trabalhar, que passa a ser o de retrato, onde as artes passam a ter 1080 X 1350, e não mais 1080 X 1080 como antes. Segundo especialistas, quando você trabalha em um formato de retrato, você foca a atenção do leitor na tela toda, sem que parte de outro post apareça e ele termine se distraindo. Mas tá, eu tô falando em formatos, e por que eu estou ilustrando toda essa questão da unidade visual da marca e do site com esses formatos retangulares? Não vou deixar o leitor confuso!

Essas artes aqui em cima e embaixo que eu estou usando como ilustração são as site graphs, que são essas artes de topo com as quais eu trabalho aqui no site. Essa de topo especificamente deste post, que inclusive está de cara nova, como puderam perceber, foi feita no Adobe Photoshop. Mas as que estão ilustrando o corpo do post foram feitas no Canva para a série diária “Conhecendo Você”, que tem um padrão visual definido, com base em elementos dos temas tratados em cada post. Repare a diferença das fontes e perceba que agora, com essa de baixo, chega o mais próximo possível da fonte de leitura do próprio site, bem como da marca. Quando eu digo sobre unidade visual, é sobre isso.

A minha ideia é manter só algumas bases para trabalhar, e investir também em artes conceituais. Há quanto tempo eu não trabalho com all types e fotoartes? Em tempos de retomada de tudo aquilo que consagrou o meu trabalho, não existe momento melhor do que retomar o trabalho de misturar fontes, fotos, formas e cores do que esse. E aos poucos eu vou tampando os buracos e trazendo conceitos, coisas que eu vou trabalhar para mídias sociais. É desse modo que mais uma ideia é lançada na praça e mais ideias vão enriquecer este site e as minhas redes sociais. Mas pensando nas dos clientes também.

As mudanças podem até acontecer de uma forma mais lenta, mas acontecem. E mantém a essência dinâmica do trabalho realizado que este ano completa 15 anos, que não para menos segue crescendo e precisa crescer e aparecer, principalmente para a comunidade das artes visuais. Como eu digo, eu acho que eu encontrei a minha tribo, e eu tenho a mais absoluta certeza de que, diante de todo esse trabalho, a minha tribo vai se encontrar por aqui. E em todos os lugares onde eu estiver, eu vou conseguir ser reconhecido. Para isso, é necessário manter a unidade, e a coerência do visual.


Receba os posts do site em seu e-mail!

Toda vez que um post for publicado no site, você irá receber na hora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antes de deixar o seu comentário, leia a Política de Comentários do site.

Assine A Luneta

Receba os posts do site em uma newsletter enviada às segundas, quartas e sextas, às 8 da manhã.