#ContentTalks: sobre storytelling

Esta é a primeira #ContentTalk que não nasceu nas mídias sociais, porque tenho histórias para contar e elas estão todas na minha cabeça. Todo mundo tem histórias para contar. Pessoas físicas e jurídicas. Marcas e projetos, tudo envolve história! E para que uma marca faça sentido na identidade do seu projeto, entra em cena essa palavrinha mágica: storytelling.

Nesta #ContentTalk, quero ajudar você a entender porque histórias fazem sentido em um projeto, um negócio, enfim, em tudo na sua vida. E porque ela é tão essencial na sua identidade quanto o próprio visual em si, afinal, identidade é tudo o que carregamos, é tudo o que nos faz únicos e com histórias para contar. Porque você não é mais um. Você é único.

E o que é storytelling?

Se eu usar o termo ao pé da letra em inglês, significa narrativa. Ou seja, estou criando uma narrativa para justificar a história do meu projeto, assim como a minha vida tem uma história e eu preciso valorizá-la. Se você buscar no Google, vai achar muita coisa sobre storytelling. Mas o que eu quero é mostrar que onde você for, há história.

Storytelling é uma ferramenta muito importante também na publicidade. Se eu quero, por exemplo, vender uma dúzia de maçãs, é genérico e simplório dizer “compre uma dúzia de maçãs”. Eu posso contar de uma maneira lúdica a história das maçãs, de onde elas vem, atribuir um significado abstrato como por exemplo, que vem de terras férteis e tem um sabor diferenciado… Enfim, tô contando uma história para mostrar que aquelas maçãs são melhores que as maçãs do meu concorrente.

Várias maçãs. Uma delas está no topo. Quis exemplificar storytelling usando maçãs.
Não são apenas maçãs. Elas tem uma história também. Foto por Pixabay em Pexels.com

A luneta do blog, o próprio blog em si. Em cada linha há uma história. Nas marcas. Na linha editorial seguida. Aqui você encontra várias histórias, narrativas que não precisam necessariamente ser uma história escrita. Mas que podem ser também visuais. Desse modo, eu humanizo a minha marca.

Em dois posts contei as histórias de dois elementos visuais que resguardam histórias de coisas que me marcam e que as tornei como marcas. A luneta como significado de enxergar longe, a Kombi como um carro para sair por aí e levar o mundo inteiro. Para que se associem a coisas que eu me identifico, eu conto histórias que ajudam nisso e fazem o público entender melhor. E assim também crio a minha identidade.

Além do visual

É muito fácil desenhar qualquer signo e dizer: isso é uma marca. Mas o que muitos não sabem é que esse signo precisa fazer sentido no seu negócio, no seu projeto, onde quer que faça sentido.

E parte justamente da premissa de que toda marca tem uma história, e que essa história se agrega a história do seu negócio, do seu projeto, do que quer que você faça, para que as pessoas se identifiquem e vejam que o seu negócio tem um sentido de existência. Que vem da realização dos sonhos e vai de encontro aos anseios do que as pessoas procuram.

Foi assim que eu trabalhei a Luneta como símbolo do blog. O símbolo representa a curiosidade, o ver mais longe e ver mais alto. Até detalhei um pouco o porquê de eu ter escolhido esse símbolo e como ele se adaptou tão bem a minha proposta de trabalho. E isso é o máximo! Assim trabalhei também a ideia do Luneta Sonora como o nome do podcast do blog. A ideia é que o blog e o podcast se complementem e isso fiz pelo nome.

O seu negócio é único. E por isso ele precisa ter a sua história registrada, precisa fazer sentido. Pense nisso com carinho e veja o quanto as pessoas irão se identificar com as suas ideias. É assim que se começa a conquistar, a ganhar, a ir além. Quanto mais as pessoas se identificam com a sua história, mais elas dão apoio a sua ideia, ao seu negócio. E como elas fazem isso? Principalmente se for em um negócio de vendas, elas se sentem acolhidas e voltam várias vezes!

Toda boa ideia começa com uma história

Se você não sabe como começar a contar uma, pense em frente a uma folha de papel e um lápis. Vai escrevendo e vê no que dá. E guarde com carinho. Entendo que nem sempre a melhor história está escrita, muitas vezes está na sua mente. Ela é genial demais para estar só ali no seu pensamento. E é por isso que compartilho histórias.

E as faço irem cada vez mais além. Porque tudo na vida envolve história e ela merece ser valorizada. Por isso storytelling é fundamental para tudo, até – e principalmente – na publicidade.

Storytelling é um assunto tão amplo que poderia passar horas escrevendo, mas esse é um assunto que é tão bom que rende outras #ContentTalks. Aguarde mais, e com mais materiais, que vou preparar mais para frente. E leia bastante sobre o assunto, porque vale a pena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Como aceitar o convite de posts colaborativos no Instagram Como publicar posts colaborativos no Instagram Posts no Instagram no computador para todos A nova home do Blog Josivandro Avelar Novidade no Close Friends do Instagram