Image

#ContentTalks: A nova redação das minhas redes sociais

Já notou que a apresentação dos posts nas redes sociais está diferente? A nova redação das minhas redes sociais conta com uma ajudinha virtual.
,

Eu sempre procuro fazer o melhor – e muitas vezes, o máximo possível – no meu trabalho, ainda mais quando eu faço um monte de coisas ao mesmo tempo. É assim que eu procuro também otimizar o meu trabalho. É desse modo que eu lancei no início do mês a nova redação das minhas redes sociais, que agora apresenta os posts do site com resumos baseados nas palavras que eu digito em cada post. Tudo isso graças a uma ajudinha virtual, afinal, tem ferramentas de inteligência artificial que são uma mão na roda para quem trabalha e faz tudo sozinho como eu faço o meu trabalho atualmente.

Graças ao IFTTT, que é a ferramenta por trás dos compartilhamentos das redes sociais e cruzamentos de conteúdo entre uma e outra, eu posso postar os links deste site nas redes sociais, a começar por este texto, que certamente foi apresentado a você de uma maneira diferente daquela que você estava acostumado até o mês passado. Desde o início deste mês de fevereiro tem sido assim, não só aqui, mas também nos outros sites que estão conectados ao sistema de compartilhamento e que também se beneficiam deste novo recurso. Notou nas minhas redes sociais que a apresentação dos posts está diferente?

Sim: estou falando sobre apresentar os links de uma maneira dinâmica, como eu sempre quis, com textos curtos e chamativos, mas que eu não poderia compartilhar tudo sozinho por conta do tempo, esse implacável (eu já falei dele ontem, não é?) com textos de até 280 caracteres, muitas vezes com hashtags, outras vezes com os próprios links explícitos e não escondidos pelas open graphs. Mas aí você se pergunta: como é que você conseguiu isso e como explicar textos tão bem resumidos, condensando em uma frase os principais tópicos do texto? A inteligência artificial é a resposta.

Tudo isso que eu fiz nas redes sociais do site, bem como nas dos sites parceiros, é uma obra do IFTTT, que utiliza uma ferramenta de inteligência artificial que lê o que está escrito e escreve uma copy (uma espécie de resumo) com as palavras do post, convidando o leitor a ler. Todos os applets por onde os posts são compartilhados receberam um prompt de inteligência artificial, que faz a leitura e conversão dos textos para o formato de post de redes sociais. Até então, eram usados os títulos dos posts nas chamadas das redes sociais, coisa que não era nada chamativa.

Antes eles eram assim…

…e eu programei um prompt, que agora deixa a apresentação dos links desse jeito. Dá só uma olhada:

E não fiz isso só com os links do site. As imagens compartilhadas do Instagram também são compartilhadas por esse mesmo sistema, que lê as legendas das fotos e condensa tudo o que estiver escrito em 280 caracteres ou menos. Isso me dá liberdade para escrever mais texto no Instagram, afinal, toda vez que eu compartilho uma imagem no Instagram, ela é reproduzida via IFTTT para outras redes, mas com um problema: o corte das legendas no X (antigo Twitter). Foi justamente por causa dessa rede que eu adotei esse sistema de resumos, de modo que os textos no X vão ao ar com o mínimo possível de cortes.

No Instagram, a imagem do desenho da #FolhaColorida de ontem foi ao ar, como sempre vai, com uma legenda simplificada. É no Instagram onde eu escrevo as legendas, e para descrever os desenhos, eu uso basicamente o nome da série, o número de catálogo e o nome do desenho. Aliás, eu catalogo todos os meus desenhos, mas os números só aparecem nas artes tradicionais. Nas artes digitais, é o nome de arquivo que vale no meu catálogo, tanto que os números nem aparecem.

Agora sim, vamos a imagem de exemplo, com uma legenda simplificada.

…e no Twitter, ele condensou assim, com o detalhe de que nada mais do que o título do desenho foi postado no Instagram. Ou seja, a IA acrescentou mais palavras ao que eu disse lá no Instagram. Isso me dá liberdade de, por exemplo, postar uma legenda mais longa no Instagram na certeza de que a IA vai resumir o que eu escrevi, baseado nas minhas palavras.

Testei vários prompts até chegarmos ao resultado final, que é esse que está no ar. Estava faltando a parte do idioma, pois ele precisa gerar os copys em português. Eu posso ajustar o tom dos textos, e quis que eles fossem casuais. E é assim que eu coloquei no ar o sistema de resumos para os sites com os quais eu trabalho com compartilhamento automático. O que é fundamental para quem trabalha sozinho como eu, que além da questão da otimização do tempo, ainda tem a preocupação de ver que os links e imagens que eu compartilho diariamente estão sendo bem divulgados.

A inteligência artificial é uma aliada poderosa na questão de melhoria dos textos. São justamente os chats e prompts de texto que eu gosto mais de usar, para ele entender melhor o que eu escrevo, e tudo o que vai ao ar nas redes sociais é baseado nas minhas palavras, no que eu escrevo diariamente por aqui, afinal, alguém tem que ler o que eu escrevo para poder redigir um resumo, não é? Pois funciona exatamente assim. E deu tudo certo, e eu fiquei bastante satisfeito com o resultado, que é uma das mais importantes mudanças em termos de comunicação das redes sociais deste site.

Afinal, pode até ser uma inteligência artificial que resume e escreve, mas tudo o que você lê nesses resumos produzidos especialmente para as redes sociais de texto, como Facebook e Twitter, são resumos escritos com base no que eu escrevo em cada texto. Das ideias que saem da minha cabeça e levo para a tela. Como eu sempre costumo dizer, não existe nenhuma inteligência artificial que não possa ser treinada, aperfeiçoada e comandada por ideias humanas. E a gente procura extrair o melhor e o mais útil da inteligência artificial, com foco no textual, tornando-a uma parte importante deste trabalho.


Receba os posts do site em seu e-mail!

Toda vez que um post for publicado no site, você irá receber na hora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antes de deixar o seu comentário, leia a Política de Comentários do site.

Luneta Sonora

Um podcast sobre tudo e o nada ao mesmo tempo.
  1. Luneta Sonora 126: Se eu esqueci de alguma coisa, eu não me lembro
  2. Luneta Sonora 125: Como eu esqueci de oito desenhos?
  3. Luneta Sonora 124: Que legenda este episódio merece?
  4. Luneta Sonora 123: A velha rotina está de volta
  5. Luneta Sonora 122: Nunca pode ser tarde, mas tem sido tarde
  6. Luneta Sonora 121: Um dia de recados soltos

Assine A Luneta

Receba os posts do site em uma newsletter enviada às segundas, quartas e sextas, às 8 da manhã.