CIDADE SINALIZADA

Estacionamento Regulamentado Andando pelas ruas principais do bairro do Rangel, nota-se que de uns tempos para cá elas andam sinalizadas. As mais sinalizadas da cidade de João Pessoa. A cada passo, uma placa de trânsito. A cada 300 metros, uma lombada. A cada esquina, uma placa de Parada Obrigatória. Enfim, as ruas do Cristo e Rangel estão bem mais seguras ultimamente quando o quesito é trânsito.

Prova disso é o número de sinais de trânsito, redutores de velocidade e semáforos existentes nas duas ruas principais dos bairros (que lembrando, são mão única, cada rua um sentido), que reduziram de forma considerável, para não falar zeraram, o número de acidentes de trânsito nos bairros Cristo e Rangel, que ficaram mais tranquilas.Lombada: aqui no meu bairro são três

Só para citar alguns exemplos de como os investimentos em trânsito tem sido bem  visíveis, recentemente foi construída uma lombada em frente a Praça da Amizade, a terceira entre as ruas principais. Uma está de frente da feira do bairro e a outra, um pouco antes, fica em frente a um grande supermercado. Lembrando que na Av.2 de Fevereiro, a velocidade máxima permitida é de 40 quilômetros por hora. As lombadas estão lá para manter esse nível de velocidade.

Mais adiante, você encontra um semáforo, o que fica em frente do Posto de Polícia, que parece que não funciona muito bem. Um dos sinais quando está verde fica completamente apagado, as luzes queimaram. Mas em compensação todos os outros semáforos já existentes no bairro, que são três, foram substituídos por sinais novos, como vários outros semáforos na cidade inteira.

Parada Obrigatória: tem sempre uma placa dessas em toda esquina, mesmo aquelas que não são tão movimentadas A parte da 2 de Fevereiro que fica em frente ao Mercado Público é um dos trechos mais sinalizados do bairro, para não falar da cidade, pois nunca vi tanta sinalização em qualquer outra parte da cidade como naquela área. Nesse trecho fica uma lombada (com uma faixa de pedestre em cima), uma faixa sinalizada para estacionamento de táxis, outra, colocada mais recentemente, sinalizada para carga e descarga de mercadorias, várias placas de proibido estacionar e outras de parada obrigatória.

Uma coisa que vêm aumentando nos bairros, como aliás em toda a cidade, também é o número de faixas de pedestre, há uma a cada mais ou menos 150 metros em média. E placas alertando que há uma faixa de pedestre a 70 metros de onde você está, fruto de uma campanha de conscientização da STTrans, a qual estimula os pedestres a atravessarem em segurança na faixa e os motoristas a pararem quando um pedestre atravessar na faixa. Manutenção semafórica: vários semáforos estão sendo substituídos em João Pessoa

E ainda bem que a cidade está mais sinalizada. Nota-se que a STTrans é um dos órgãos  mais eficientes da Prefeitura da Capital, que tem monitorado os pontos críticos da cidade e apontado soluções para a melhoria do trânsito em João Pessoa. Prova de que está atenta ao aumento do número de automóveis, e por consequência, do tráfego nas principais avenidas, que começa a ficar saturado. Por isso é fundamental investir em mais sinalização, em novas alternativas para escoar o tráfego de veículos, e em transporte público, como todos veem na aquisição de novos ônibus e criação de novas linhas (mesmo aquelas que não dão muito certo).

Parada de ônibus: hoje três ônibus: hoje três ônibus novos começaram a circular hoje na cidade de João Pessoa. Porém, apesar de tanta sinalização e vontade da STTrans em resolver os problemas de tráfego e mobilidade da cidade, tem motoristas que insistem em desrespeitar as leis de trânsito e provocar acidentes por obra de imprudência. E consciência é fundamental, pois os sinais de trânsito estão nas ruas para serem respeitados. E, com tantos sinais de trânsito nas ruas, não é por falta de aviso nem de investimento que o mau motorista vai desrespeitar as leis. Além desses detalhes, o investimento em educação para o trânsito também é fundamental para que no futuro tenhamos um trânsito cada vez melhor. O primeiro passo por aqui já foi dado. Agora é hora de pensar no futuro, para que o trânsito não continue representando um problema como ainda representa nas grandes cidades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.