Image

O que eu vou fazer agora?

O que você vai fazer agora? Talvez seja na falta de inspiração que ela surja, quando você deixa as ideias fluírem dentro de si.

Aqui estou eu, pensando no que eu vou escrever nesse momento, onde até um momento atrás eu não saberia o que escrever. É como abrir um Word, olhar para uma página em branco com uma caneta em mãos, pensando exatamente o que eu estou pensando neste momento: o que eu vou fazer agora?

Talvez você não esteja inspirado o suficiente para escrever, para criar, e muitas vezes me pego pensando nisso quando não estou pensando em nada. É nesse momento que eu costumo dizer que até mesmo a falta de inspiração é uma inspiração em si. No fim, eu vou pensando e enquanto eu vou pensando, eu já tenho feito outra linha deste texto. É assim que as coisas fluem para mim.

Buscar inspiração todos os dias não é fácil, e muitas vezes você revisita os seus trabalhos, em busca de aperfeiçoar o que já existe e fazer muito melhor o que você já fez antes. Nada nasce pronto, nada é definitivo. Quando é necessário mudar alguma coisa, a gente muda, mesmo em time que está ganhando a gente mexe.

Afinal de contas, quando a gente faz as mesmas coisas, as pessoas notam e querem fazer melhor. E tem direito a fazer melhor, afinal, elas precisam ser boas o suficiente para fazer algo melhor do que já existe, e aí aquele time que está ganhando começa a sentir. A criatividade parte do princípio de se sair da acomodação.

Afinal, o que a gente vai fazer agora? O que eu fiz foi pensar no meu momento e me inspirar naquilo que eu acreditava ser a falta de inspiração. Só deixei fluir, escrevi tudo o que me vinha na mente, montando as minhas ideias, sendo eu mesmo, afinal, sempre quero compartilhar um pouco das minhas alegrias e um pouco das minhas fraquezas.

Porque é no momento em que eu pensei que nada iria sair da minha cabeça, que enfim eu tenho um texto completo, com tudo o que tem direito. A criatividade surge assim, ela vem de repente. E é assim que o que eu iria fazer agora eu já fiz. E está entregue para as pessoas se inspirarem, quando se pegam em momentos assim.

Porque é quando a gente acha que não fez o suficiente, que você percebe que já fez o suficiente.


Receba os posts do site em seu e-mail!

Toda vez que um post for publicado no site, você irá receber na hora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antes de deixar o seu comentário, leia a Política de Comentários do site.

Assine A Luneta

Receba os posts do site em uma newsletter enviada às segundas, quartas e sextas, às 8 da manhã.

Clássicos da Luneta

Posts de anos anteriores para relembrar.