Image

Nada pode ser mais agitado que dezembro

Nada pode ser mais agitado que dezembro, como se tudo aquilo que temos acumulado de um ano inteiro fosse descarregado nesse mês.

Expectativas, especiais, reforma de ambiente, resfriado inesperado (quem prevê um?), etc. Nada pode ser mais agitado que dezembro, como se tudo aquilo que temos acumulado de um ano inteiro fosse descarregado nesse mês. A gente entende.

Aqui estou para corresponder as expectativas, e cá está mais um destaque aleatório do mês, quando eu achei que escreveria bem menos do que isso nesses especiais de dezembro. Mas como não, cá estamos para garantir os quatro posts diários, o que é o mínimo em dezembro.

Tem muito ainda para fechar o ano, e olha que ainda entendo existirem coisas atrasadas, mas não da minha parte. Só de quem deveria entregar os resumos, retrospectivas interessantes, essas coisas.

Seguimos esperando, ainda nessa agitação de casa. Pelo menos o material que eu precisava fazer para garantir o fim de semana de reforma, eu consegui fazer. Só vou precisar editar.

Daqui a pouco tem ela, a minicoluna. A gente entende que não existem meses tão agitados como esse, mas vai que vai, porque lá na frente, a recompensa virá.


Receba os posts do site em seu e-mail!

Toda vez que um post for publicado no site, você irá receber na hora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antes de deixar o seu comentário, leia a Política de Comentários do site.

Assine A Luneta

Receba os posts do site em uma newsletter enviada às segundas, quartas e sextas, às 8 da manhã.