Image

Corrigindo os rumos

Todo o tempo eu estou corrigindo os rumos da história e bem, é na marra que eu aprendo a gerenciar as minhas próprias crises.

Crises de ansiedade e outras coisas do universo neuro são suficientes para desmontar em poucos segundos esforços que você levou anos para construir. Todo o tempo eu estou corrigindo os rumos da história e bem, é na marra que eu aprendo a gerenciar as minhas próprias crises. Para onde tudo isso me leva?

Eu fico assim quando eu penso em escrever: paro o tempo todo, me distraio com outras coisas, sem saber para onde ir. Mas sem me distrair e baseado nas coisas que eu lia enquanto eu me distraía, eu escrevi um texto muito bom que virou a minha coluna da quinta-feira. Melhor ainda: gancho de material próprio.

Eu gosto de explorar o material que eu escrevi ao longo desses 15 anos e contando. De quantas vezes eu errei até e não apago os erros que eu cometi, as histórias que eu tive, as coisas que eu contei. O que aconteceu, aconteceu e histórias não se reescrevem. Somos eternos aprendizes nessa escola onde as aulas nunca acabam.

Bem, vamos ao texto que eu escrevi? Queria poder deixar outras coisas sobre o que eu espero encontrar daqui a 66 anos.

E esse é o tema da coluna de hoje. Gostaria muito que você seguisse e lesse. Um trabalho que eu fiz corrigindo os rumos.


Receba os posts do site em seu e-mail!

Toda vez que um post for publicado no site, você irá receber na hora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antes de deixar o seu comentário, leia a Política de Comentários do site.

Assine A Luneta

Receba os posts do site em uma newsletter enviada às segundas, quartas e sextas, às 8 da manhã.