Image

#ContentTalks: verificado para quê mesmo?

O Twitter está de pernas para o ar desde que Elon Musk assumiu a plataforma. Até o selo de verificado entrou na roda.
,

A discussão do momento – e no mundo das redes sociais já não se fala mais de outra coisa – envolve o Twitter pós-compra por Elon Musk. Ele não gostava muito da maneira como o Twitter verificava os seus usuários e resolveu disponibilizar para quem quisesse o tal “selinho azul” para quem fosse assinante do Twitter Blue, o serviço pago da empresa, no que deve ser cobrado um valor de oito dólares – na conversão do dia em que este post vai ao ar, R$ 41,34.

Para quem não sabe, a verificação é concedida para perfis de usuários relevantes, como pessoas famosas, empresas, veículos de imprensa, para que as pessoas saibam que aquele perfil é daquela pessoa ou instituição, ou seja, que não está se passando por nenhum fake. Esse mecanismo foi criado justamente para que o perfil seja reconhecido como tal, diferenciando dos fakes. E foi adotado por outras redes sociais.

O que acontece é que Musk pode – e isso não é confirmado, cabe lembrar – impor também a cobrança a quem já é verificado, ou seja, quem não pagar, perderia o selinho. E aí é que entra o contrassenso de que ele na realidade não está entendendo o que é exatamente esse mecanismo, afinal, qualquer um que queira criar um fake pode muito bem pagar oito dólares, ou quarenta e um reais, e obter o selinho, ou seja, o mecanismo perde o propósito.

Isso é só um dos capítulos do sacode que o Twitter está passando após enfim ter sido comprado por Elon Musk. Ele promete outras mudanças na plataforma, que precisam ser feitas logicamente por uma equipe de desenvolvimento. Isso se algumas pessoas que fazem parte dela voltarem, já que uma das primeiras medidas de Musk foi sair demitindo em massa; metade dos funcionários foi mandada embora. Um verdadeiro passaralho na rede do passarinho azul.

Independente de toda essa reviravolta e do quanto isso pode influir, por exemplo, na questão de moderação, o Twitter segue sendo uma plataforma relevante e bem, nunca se falou tanto dela quanto agora, e olha que eu tenho uma conta na plataforma há onze anos. E independente de qualquer coisa, @josivandro estará lá.


Receba os posts do site em seu e-mail!

Toda vez que um post for publicado no site, você irá receber na hora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antes de deixar o seu comentário, leia a Política de Comentários do site.

Luneta Sonora

Um podcast sobre tudo e o nada ao mesmo tempo.
  1. Luneta Sonora 133: Sorteio das cores da rodada 133 da #FolhaColorida
  2. Luneta Sonora 132: Que tal mais um pouquinho de bastidores?
  3. Luneta Sonora 131: É feriado, mas eu tenho que gravar
  4. Luneta Sonora 130: Mais uma semana trazendo novidades
  5. Luneta Sonora 129: Um episódio organizado no meio da desorganização
  6. Luneta Sonora 128: Só mais um episódio com recados da semana

Assine A Luneta

Receba os posts do site em uma newsletter enviada às segundas, quartas e sextas, às 8 da manhã.