Image

#ContentTalks: Não importa a sua vibe, é Carnaval

O Carnaval é a última das datas que faltava ser comemorada depois da pandemia. Afinal, não importa de que maneira, a data precisa existir.

Esse é um assunto que eu facilmente poderia tratar na coluna da quinta-feira sobre as coisas da cidade. Calma que eu chego lá. Mas é justamente para entender a importância das datas quando elas estão represadas por conta de uma pandemia que apesar de não parecer, não acabou. O pior já passou, foi embora. E a última dessas datas que faltava ser comemorada é justamente o Carnaval. E junto com ele, aquelas famosas tradições que ficaram represadas junto. Não importa a sua vibe, o importante é que seja Carnaval. E essa é aquela data que você comemora como quiser, porque você é livre.

É necessário lembrar que essas festividades movimentam a economia criativa, mas não só ela: existe um ecossistema que gira toda essa roda, como setor hoteleiro, ambulantes, artesãos, enfim, vários trabalhos. Por mais que não se goste ou se conteste, a data precisa existir. Se você não gosta, se reserve e se preserve, afinal, não é porque você não gosta que vai falar mal. Veja o que eu disse sobre o ecossistema que gira e precisa girar, como no caso do setor hoteleiro que eu falei: em algumas cidades você procura hospedagem para curtir o Carnaval, em outras cidades, para fugir dele. No fim, todos se beneficiam.

Momentos assim são ótimos para quem quer curtir o Carnaval, ainda mais por causa do hiato de dois anos provocado pela pandemia. Pessoas, grupos, movimentos vivem desta data e trabalham 365 dias por ano por ela. Momentos assim são ótimos para quem quer curtir o sossego, porque folgas são necessárias não apenas para se divertir, mas para colocar muita coisa no lugar que muitas vezes o trabalho não te deixa colocar, por conta da correria e das coisas em cima do laço.

Eu faço as minhas maratonas de conteúdo, e as pessoas lá fora se divertem. Elas tem esse direito, elas querem extravasar esses dois anos. Para alguns como eu, consolidar esse tempo de mudança que tivemos que passar, esse amadurecimento que pudemos ter. Fora as mentes abertas que precisam cada vez mais de espaço. Elas acham esse espaço assim. E o Carnaval era a última das comemorações populares que faltava ser recuperada depois desse tempo.

Porque não importa a sua vibe. Importa que é Carnaval. E essa é uma data que você pode curtir da maneira que quiser. Aproveite!


Receba os posts do site em seu e-mail!

Toda vez que um post for publicado no site, você irá receber na hora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antes de deixar o seu comentário, leia a Política de Comentários do site.

Assine A Luneta

Receba os posts do site em uma newsletter enviada às segundas, quartas e sextas, às 8 da manhã.