Ah, a privacidade…

No dia 25 de maio de 2018, entrou em vigor o Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR = General Data Protection Regulation), lei essa aprovada e em vigor na União Europeia. Aí você se pergunta: ok, nosso site é brasileiro, e não tem nada a ver com isso, certo? Errado! A lei em questão segue o princípio da extraterritorialidade e determina também regras para sites que atuam fora da União Europeia, mas que coletam ou podem coletar dados de cidadãos europeus.

Aí eu resolvi readaptar este post originalmente publicado no site da 612 Comunicação para o Blog Josivandro Avelar por causa de semelhante lei aprovada no Brasil, a Lei Geral de Proteção de Dados, que entrará em vigor em agosto deste ano. Tudo devidamente atualizado, seguimos e vamos lá.

É por essa razão que o site da 612 Comunicação, o blog e todos os sites que eu criei possuem uma política de privacidade, onde está bem expresso o que são feitos com os dados coletados e o que acontece em caso, por exemplo, de vazamento, bem como explica melhor o sistema de comentários, que emprega nome, e-mail, entre outros itens. O objetivo dessa lei é proteger os cidadãos de violações de dados.

Além disso, os novos visitantes das páginas terão uma mensagem no rodapé por meio do qual serão informados que o site usa cookies, e ao acessar o site, concorda com o uso. Essa mensagem pode ser fechada clicando-se em “Fechar e Aceitar”. Caso contrário, fecha-se automaticamente em 30 segundos, desse modo subentendido que o leitor aceitou os termos. A mensagem exibida é esta:

Privacidade e Cookies: Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site, você concorda com seu uso. Para saber mais, incluindo como controlar cookies, veja aqui: Política de Privacidade

O importante é estar preparado apesar de tudo e não só apenas por conta de fatores internacionais. Por isso mesmo, pensar em segurança de dados é fundamental desde já. Esse pode até ser um pretexto, mas será fundamental para, quando uma lei idêntica for aprovada no Brasil seguindo justamente a tendência europeia, você já esteja bem na frente e prevenido, afinal pior que ter que explicar o que pode acontecer quando uma situação dessas acontece na sua empresa, é ter a sua imagem arranhada, e isso ninguém quer, não é?

Ah, a privacidade… Quem não quer protegê-la?