AGORA FALTA SÓ UMA FOLHA

Pois bem, esta é a última das 48 folhas do caderno de desenho que comprei com um objetivo: transformar manias em arte. Enquanto eu estivesse fazendo alguma coisa, não poderia pensar em nada.

2013-11-10 16.22.33

E enquanto fizesse, não poderia arrancar nenhuma folha. Esse foi o modo que encontrei para aceitar erros e pensar que as coisas que a minha cabeça inventa, são apenas coisas que a cabeça inventa.

E que geralmente podem esconder até algo que você esteja escondendo e aos poucos revela.

Medos de perda, preocupações que aparecem sem motivos ou explicações.

Quis assumir tudo isso sem medo. E aos poucos estou tratando isso, uma vez que acendi o sinal de alerta num momento importante.

Um momento importante que ao mesmo tempo virou um momento difícil.

E que soube transformar isso em algo que pudesse transformar, marcar uma fase de transição, transformando energia em criatividade.

Aconteceram algumas recaídas, mas estive à prova e sabendo que é natural que aconteça, que a recuperação é lenta e que isso às vezes pode acontecer.

Mas como disse no post anterior, nada vai me desanimar e nada pode me desanimar.

Pois o que eu quero é apenas ser feliz, fazendo as coisas que eu gosto e me sentindo bem da minha maneira.

Assim fiz o projeto #48folhas.

E ele ainda não acabou. Falta ainda uma folha para completar essa primeira batalha.

O desenho ou mensagem que será feito aqui é uma surpresa. E já estou preparando essa surpresa. Aguardem. É uma coisa muito boa que vai fazer você pensar que medos são apenas medos e que existe um fator que tem sido fundamental para a minha lenta e gradual recuperação: a amizade.

Compartilhe este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *