Image

A semente que eu plantei

A semente que eu plantei hoje virou uma árvore e dela eu colho frutos, que trazem outras sementes.

Eu me lembro do dia em que tudo isso aqui começou. De quando eu queria escrever um monte de textos, realizar os meus sonhos, chegar cada vez mais além. Ao longo desse tempo já juntei uma bagagem boa. Foi a minha semente. E eu fico feliz em ver que essa semente que eu plantei virou mais do que uma árvore. Virou um bosque.

A cada texto que eu escrevo aqui, eu sinto que lá atrás eu plantei uma semente que virou uma árvore. Essa árvore deu vários frutos. E alguns desses frutos geraram sementes que viraram novas árvores, que você adotou, cuida, e que outras pessoas tomam de conta. Porque elas ajudaram a plantar essas sementes.

E é assim que as coisas começam. Como ideias pequenas como sementes. E elas crescem, crescem… Crescem quando você cuida, que nem uma semente que vira uma árvore frondosa porque você cuida. Mas as minhas ideias vão além de árvores. Elas viraram um bosque, uma floresta, um ecossistema de coisas.

Nada como plantar sementes e colher os frutos. E eles são vários, e viram novas sementes, de novas ideias, de ciclos que se renovam dentro de ciclos…Tudo o que eu faço tem esses componentes e essas qualidades, e eu insisto para que dê certo. E é desse jeito que eu consigo ir cada vez mais além.

A semente que eu plantei hoje virou uma árvore e dela eu colho frutos, que trazem outras sementes. Que renovam as minhas ideias. Que fazem dessa ideia maior do que uma semente.


Receba os posts do site em seu e-mail!

Toda vez que um post for publicado no site, você irá receber na hora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antes de deixar o seu comentário, leia a Política de Comentários do site.

Assine A Luneta

Receba os posts do site em uma newsletter enviada às segundas, quartas e sextas, às 8 da manhã.